quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Para Hoje

Não me nego só te aceito
de corpo inteiro
como quem dedica a alma
livre
desnuda de tudo
pronta para ser de outro alguém (você)
Cultivo em minha memória
guardada em uma caixinha bem escondida de todos
aos olhos de quem não poderá entender
cada detalhe seu
seu sorriso
seus olhos
aqueles que sempre encarei no escuro
onde me mostravam muito mais do que você queria
eu sempre os entendia
De tudo que descobri em um mundo
você foi o melhor
Me apresentou o amor e uma das suas melhores formas
Desenhou pra mim uma única história
sem querer
brincou de mestre e criação
e eu a sua tela
cheia de traços, cores, sorrisos, lágrimas
Alguém que se dispôs a uma outra forma de amar
Irei sentir saudade
E aguardarei a cada dia
Desmentindo a saudade a todos
menos a mim e ao meu coração.

F lores
.
.
.
.
R osas pra você.



J ulia P ereira

2 comentários:

Dênnea disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dênnea disse...

Não me canso de dizer o quanto suas palavras são lindas! Talvez seja um reflexo do que você é interiormente, reflexo da alma que muitos desconhecem!

Te adoro flor, ta sumida hein!